BLOG DO W E L D E R



NOVO BLOG DO WELDER

Este blog não será mais atualizado periodicamente, mas continuará no ar como uma opção de banco de dados de todos os posts com os textos e links já publicados, onde os interessados poderão consultar como quiser os arquivos e todo o conteúdo do blog.

 

Faço isso porque o espaço disponível de minha conta já chegou no limite e já venho há muito tempo enfrentando dificuldades com a publicação de meus posts, onde dependendo do tamanho do texto, não é possível a publicação.

 

Diante disso, continuarei atualizando somente o blog do google no seguinte endereço:

 

http://blogdowelder.blogspot.com

 

NOVO ENDEREÇO DO BLOG DO WELDER

 

As opções e as ferramentas disponíveis neste blog são maiores do que a atual. Conto com a compreensão de todos e continuem visitando o novo blog.



Escrito por Welder - 10h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


MELHOR JOGO DO ANO...



Escrito por Welder - 13h06
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


VOLTA AS ORIGENS...

Vamos aguardar o reinício dos trabalhos do Congresso, na próxima semana,  para saber se há fundamento no rumor de que jovens parlamentares do PT ensaiam um movimento de volta às origens do partido. Porque insatisfação há, por parte de ponderável contingente de companheiros, insatisfeitos com os rumos fisiológicos  de seus dirigentes, predominando  há algum tempo. Nem só de ministérios, presidencias e diretorias de estatais e preenchimento de 35 mil cargos DAS vive o PT. Pelo menos, não era assim que vivia quando se propôs  mudar o Brasil através de reformas profundas e da mudança de velhos costumes políticos. Não foi por acaso que boa parte da intelectualidade petista abandonou o barco. Os mais jovens sentem-se deslocados, tendo verificado o sentimento de frustração em suas bases, durante o recesso.

Por Carlos Chagas



Escrito por Welder - 13h02
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


COPIAR E COLAR...

Aproveitei os últimos dias de minhas férias para ficar assistindo TV. Como sou avesso a ficar vendo futilidades na frente da telinha, caço logo algum telejornal, programa esportivo, humorístico e/ou até mesmo algum programa de auditório com algumas bundas de fora para ficar apreciando e passando o tempo. Gosto muito do programa do Ratinho, que é uma bagaceira circense televisiva bem animada, que mantém o jeito e o 'naipe' natural de caipiras e gente ogras como eu, que se divertem com estas bestagens e palhaçadas improvisadas e divertidas.

Já os telejornais, parece brincadeira, mas todos os noticiários televisivos é uma grande repetição de notícias e informações. Parece que só existe uma equipe de campo, onde os demais simplesmente copiam e colam. É a mesma notícia em todos os jornais e o pior com o mesmo foco. Se você assiste um telejornal falando bem de uma celebridade, os demais canais fazem o mesmo. Se algum fala mal os outros idem. É incrível! Fiquei pasmo ao ver os documentários relâmpagos e instantâneos sobre a morte de Amy Winehouse, a mulher virou da noite pro dia um ícone mundial da música e os atos de seu comportamento figuraram apenas como ledos acessórios de sua midiática carreira artística. Diante de tanta mitologia sensacionalista só falta agora dizer que Amy Winehouse é a versão feminina e reencarnada do Tim Maia. A biografia, o estilo, a carreira meteórica e o gosto exagerado pela 'marvada' não só tornam os dois semelhantes, mas também escancara o eterno problema de relacionamento da humanidade com o ópio, o alucinógeno, o entorpecente, enfim a droga.

Esse problema não nasceu hoje, sempre existiu e sempre esteve presente na história da humanidade e que algumas pessoas, inclusive e principalmente as celebridades, não conseguem lidar. Exorcizar as drogas como um demônio do superego, do corpo, da alma, enfim do ser humano, é uma tentativa vã de ataque às verdadeiras causas do vício. Acho que esse debate terá avanço quando a sociedade se despir das hipocrisias e dos falsos moralismos e tratar do tema de forma mais verdadeira, pois a humanidade precisa do ópio, na dosagem certa, mas precisa! E o ópio não está presente só na forma química, está materializado também na religião, na política, no futebol, que em excesso também são perigosos, pois podem criar fanáticos viciados. A questão está na dose e não na supressão!

Que bom seria se as grandes redes de televisões ampliassem esse debate e ajudasse nossos filhos e jovens a ver a notícia sem as remelas do merchandising ou da neblina comercial e tirassem valiosas lições dos tropeços, dos desvios e principalmente dos momentos fúnebres que envolvem famosos e celebridades, focando na qualidade da informação com benefício para a sociedade e não transformando o fato em notícias lucrativas na disputa por audiência e melhor ibope.



Escrito por Welder - 17h06
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


BELÍSSIMA LIÇÃO!



Escrito por Welder - 11h32
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


COISAS DO DNIT...



Escrito por Welder - 10h48
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


TIME DE FUTSAL DO CRISA NO CAMPEONATO DE RIALMA



Em pé: Mozair, Ivo Barreto, Irley, Mútia, ?, ?
Agachados: Tanga, Ivanzinho, Matuzinho, Lixinha, Claudinho, Jesiel.



Escrito por Welder - 20h42
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


VAMOS NESSA...



Escrito por Welder - 09h40
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


PLEASE WAIT...



Escrito por Welder - 12h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


O QUE VOCÊ PODE FALAR AFINAL?

A onda politicamente correta cresceu a ponto de tolher a liberdade de opinião. O maior problema, porém, é outro: a reação torna tudo o que é incorreto "bacana". E abre espaço para a intolerância.

Só que o método, por mais bem-intencionado que seja, é inócuo. Quem explica por que é o francês Ferdinand Saussure, o pai da linguística, num texto de 1916: "De todas as instituições sociais, a linguagem é a que oferece menor margem a iniciativas". Ela é utilizada por todos os membros de uma comunidade, que, por esta ser naturalmente inerte, acaba por conservar a linguagem. Qualquer interferência tende a ser rechaçada.

É aí que o debate começa. Politicamente corretos ficam do lado do conselho que a sua mãe dava: seu direito termina onde começa o do outro. Se o próximo se sente ofendido, você não pode falar. Ponto.

Parece um argumento inatacável. Mas tem um problema aí: quem é o juiz para decidir o que é certo e o que é errado, o que ofende e o que não ofende? Onde fica a liberdade de pensamento, de expressão? A idéia de que o direito de um termina onde começa o do outro vale aqui também: pode alguém retirar o direito do outro de dizer o que pensa?

Talvez por isso a transformação ideológica de palavras seja tão utilizada por governos: é uma ótima forma de revogar o direito de pensar. Tanto regimes autoritários - como o apartheid sul-africano, em que a palavra "miscigenação" virou "imoralidade" - quanto democráticos - como o dos EUA, que usou o termo "guerra preventiva" para o ataque unilateral ao Iraque - usaram do expediente. No mundo do politicamente correto isso é o equivalente a chamar de "melhor idade" a época da vida em que vemos multiplicar o valor do plano de saúde.

De boa intenção, o politicamente correto passa a ser visto como hipocrisia. E de hipócrita a algo fundamentalmente errado. Como lidar com o excesso de correção política, então? Não temos a pretensão de dar uma resposta definitiva. Mas sair xingando os outros de gordo, aleijado, retardado e baranga estuprada é que não vai ser. Se fosse engraçado, talvez até funcionasse.Mas não. Não é.

Por Maurício Horta



Escrito por Welder - 13h06
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Estudo comprova que homofóbicos tem desejo sexual por gays

É ciência. No caso, a constatação de um estudo lá da Universidade de Georgia, nos EUA. Tendo em vista de toda a discussão que tem rolado a respeito do casamento gay, da criminalização da homofobia e por aí vai, comentá-la ainda é relevante. "A homofobia está aparentemente associada à excitação homossexual", apontam os pesquisadores, "que o indivíduo homofóbico desconhece ou nega".

Antes de tudo, os especialistas perguntaram a homens heterossexuais o quão confortáveis eles se sentiam ao redor de homens gays. Com base nesses resultados, dividiram os voluntários em dois grupos: os que exibiam sinais de homofobia (com 35 participantes) e os definitivamente não-homofóbicos (neste, eram 29, no total). Aí começou o teste.

Todos os homens foram colocados em salinhas privativas para assistir a vídeos “quentes”, de quatro minutos cada: um mostrava cenas de sexo entre um homem e uma mulher; outro, entre duas mulheres; e o último, entre dois homens. Enquanto a sessão se desenrolava, um aparelho, ligado ao pênis de cada participante, media o nível de excitação sexual de cada um. A engenhoca, segundo os cientistas, era capaz de identificar a excitação sexual sem confundi-la com outros tipos de excitação (como nervosismo ou medo).

Eis os resultados: enquanto assistiam aos vídeos de sexo heterossexual ou lésbico, tanto o grupo homofóbico quanto o não-homofóbico tiveram “aumento da circunferência do pênis”. Em outras palavras, gostaram do que viram. Mas durante o filminho gay “apenas o grupo homofóbico exibiu sinais de excitação sexual“, afirma o estudo. Pois é, eles até disseram que preferiam manter distância dos gays. Mas, opa, seus pênis contaram outra história.

Quer conferir o estudo completo? Dá uma olhada aqui.

E vocês, o que acham disso? Lembrando que essa é uma constatação puramente científica, despida de qualquer viés político, hein, gente?

Fonte: Revista Superinteressante



Escrito por Welder - 12h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


TERCEIRIZAÇÕES E CONSULTORIAS DE "T.I" NO GOVERNO...



Escrito por Welder - 10h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ACORDA, DILMA! ELES ENLOUQUECERAM!

Em 1968 a União Soviética levava às últimas consequências sua tentativa de conter reações no mundo comunista. Invadira a Tchecoslováquia com tanques, canhões e soldados para ninguém botar defeito. A última resistência restringiu-se à Universidade de Praga, onde os estudantes rebelados e já derrotados escreveram no muro da reitoria: "Acorda, Lênin: eles enlouqueceram."

Uns por presunção, outros por cautela, os principais auxiliares econômicos da presidente Dilma evoluem sobre o conteúdo do seu mandato. O que fazer, o que mudar, o que conservar?

É aqui que mora o perigo, porque ministros e dirigentes do PT demonstram arrogância e já tentam enquadrar o futuro conforme suas tendências e seus compromissos. Começam a ameaçar com mais ajuste fiscal, mais sacrifícios e mais neoliberalismo, depois de curta temporada de promessas de campanha, ano passado, destinada a angariar votos e garantir o poder.

Chega a ser agressiva a postura adotada pela equipe econômica, feliz por continuar mas incapaz de perceber chegada a hora de mudar de vez o modelo que nos assola desde os tempos do sociólogo. Pregam tudo o que faz a alegria dos potentados, dos banqueiros e dos especuladores, esquecendo-se da classe média e até se preparando para retirar das massas o alpiste oferecido há pouco como embuste eleitoral. Senão vejamos:

Prevêem os áulicos de Dilma que desta vez virá a reforma da Previdência Social. Traduzindo: vão restringir direitos dos aposentados, desvinculando de uma vez por todas do salário mínimo os vencimentos de quem parou de trabalhar. Pensionistas e aposentados do INSS e inativos do serviço público que se virem, porque receberão sempre menos do que os funcionários e trabalhadores em atividade. Quem mandou envelhecerem? Não demora muito estarão todos nivelados pelo salário mínimo. Ao mesmo tempo, mantém-se o desconto previdenciário para os que deixaram de trabalhar, como se disputassem novas aposentadorias, sabe-se lá se no céu ou no inferno.

Em paralelo, a equipe econômica já alardeia que os reajustes de salários vão minguar, ou melhor, não haverá nenhum este ano, para o funcionalismo. Jamais isso acontecerá em anos eleitorais, assim, há esperança para 2012. Mesmo assim, encostarão na inflação, na dependência dela não crescer muito. Mais ainda: os responsáveis pelos juros altos são os assalariados e os aposentados, não os especuladores e os banqueiros cujos lucros, em todas as previsões, só farão crescer.

No capítulo das reformas diabólicas, asseguram que desta vez virá a reforma trabalhista. Para restabelecer direitos surripiados nos oito anos do sociólogo? Nem pensar. Para extinguir as poucas prerrogativas sociais que sobraram. Por exemplo: vão acabar com a multa por demissões imotivadas e vão autorizar o parcelamento em doze vezes ao ano do décimo-terceiro salário e das férias remuneradas. Como a cada ano os salário e vencimentos perdem parte de seu poder aquisitivo, em poucos anos as parcelas estão incorporadas à perda, ou seja, desaparecerão.

Outra iniciativa a assolar o país no mandato da presidente Dilma está sendo a contenção dos gastos públicos, atendendo a exigências do poder econômico. Não apenas demissões em massa no serviço público e retomada do processo de privatizações, mas cortes em investimentos de infra-estrutura, saúde, educação, habitação e congêneres. Ninguém se iluda se, a prevalecer a cartilha dos neoliberais incrustados no governo, logo se propuser a privatização da parte da Petrobrás que continuou pública, do Banco do Brasil, da Caixa Econômica e até dos presídios, como já acontece com os aeroportos. Nada melhor do que para atender as exigências do PCC, do CV e congêneres, vender as cadeias à iniciativa privada. Algumas vão virar hotéis de cinco estrelas, para os bandidos que puderem pagar. O resto que se vire...

Numa palavra, ainda que verbalmente, os auxiliares econômicos de Dilma Rousseff estão assinando uma nova "Carta aos Brasileiros". Trata-se da repetição de que desenvolvimento e crescimento econômico acontecerão às custas dos mesmos de sempre, porque está guardada para o fim a maior de suas pérolas: reconhecendo que a carga fiscal anda insuportável para quem produz e para quem vive de salário, voltam a prometer que na reforma tributária em gestação farão com que “mais cidadãos paguem impostos, para todos os cidadãos pagarem menos”. Trata-se do maior embuste produzido por esses embusteiros. Significa que o pobrezinho, até hoje livre de impostos por não ter o que comer, começará a pagar com um único objetivo oculto: aliviar a carga fiscal do grande, daquele que pode pagar e que ficará profundamente agradecido por pagar menos.

Diante dessas previsões, só resta mesmo gritar aos sete ventos: "acorda, Dilma! Eles enlouqueceram!"

Por Carlos Chagas



Escrito por Welder - 08h42
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


HACKEFOBIA...



Escrito por Welder - 08h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ÓTIMA IDEIA...


Uma ideia muito boa do Senador Cristovam Buarque.

Ele apresentou um projeto de lei propondo que todo político eleito (vereador, prefeito, Deputado, etc.) seja obrigado a colocar os filhos na escola pública. 

As conseqüências seriam as melhores possíveis.
Quando os políticos se virem obrigados a colocar seus filhos na escola pública, a qualidade do ensino no país irá melhorar. E todos sabem das implicações decorrentes do ensino público que temos no Brasil.

Ela pode, realmente, mudar a realidade do nosso país. 

O projeto PASSARÁ, SE HOUVER A PRESSÃO DA OPINIÃO PÚBLICA.


PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 480, DE 2007 
Determina a obrigatoriedade de os agentes públicos eleitos matricularem seus filhos e demais dependentes em escolas públicas até 2014.

PARABÉNS PARA O SENADOR CRISTOVAM BUARQUE.
BOA SORTE JUNTO A SEUS PARES. 

IDEIA SENSACIONAL!


Escrito por Welder - 10h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


A Carta publicada ontem no Globo por Gil Cordeiro Dias Ferreira

"

Que venha o novo referendo pelo desarmamento. Votarei NÃO, como da primeira vez, e quantas forem necessárias. Até que os Governos Federal, Estaduais e Municipais, cada qual em sua competência, revoguem as leis que protegem bandidos, desarmem-nos, prendam-nos, invistam nos sistemas penitenciários, impeçam a entrada ilegal de armas no País e entendam de uma vez por todas que NÃO lhe cabe desarmar cidadãos de bem.

 

Nesse ínterim, proponho que outras questões sejam inseridas no referendo:

• Voto facultativo? SIM!

• Apenas 2 Senadores por Estado? SIM!

• Reduzir pela metade os Deputados Federais e Estaduais e os Vereadores? SIM!

• Acesso a cargos públicos exclusivamente por concurso, e NÃO por nepotismo? SIM!

• Reduzir os 37 Ministérios para 12? SIM!

• Cláusula de bloqueio para partidos nanicos sem voto? SIM!

• Fidelidade partidária absoluta? SIM!

• Férias de apenas 30 dias para todos os políticos e juízes? SIM!

• Ampliação do Ficha-limpa? SIM!

• Fim de todas as mordomias de integrantes dos três poderes, nas três esferas? SIM!

• Cadeia imediata para quem desviar dinheiro público? SIM!

• Fim dos suplentes de Senador sem votos? SIM!

• Redução dos 20.000 funcionários do Congresso para um terço? SIM!

• Voto em lista fechada? NÃO!

• Financiamento público das campanhas? NÃO!

• Horário Eleitoral obrigatório? NÃO!

• Maioridade penal aos 16 anos para quem tirar título de eleitor? SIM!

• Um BASTA na politicagem rasteira que se pratica no Brasil? SIM !!!!!!!!!

"O dinheiro faz homens ricos; o conhecimento faz homens sábios e a humildade faz homens grandes."

"

 



Escrito por Welder - 10h10
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


EURIPEDES MESSIAS, O GRANDE KIPA...



Escrito por Welder - 10h54
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ORGIA POLÍTICO-PARTIDÁRIA...



Escrito por Welder - 11h12
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


CARRO ROUBADO!



Escrito por Welder - 12h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ARNALDO JABOR: FLOWER POWER E WEB POWER

Interessante texto escrito por Arnaldo Jabor, publicado hoje no jornal O Globo, onde ele analisa o pensamento, o estilo e o perfil de vida de duas gerações distintas. Vale a pena conferir...

Felizmente, a marcha pela maconha foi considerada legal pelos caretas supremos do Tribunal Federal (será que eles já ficaram doidões algum dia?). Vendo os votos na TV, lembrei-me dos hippies, os velhos pais fundadores do "desbunde" tecnológico atual, que substituiu flores por blogs e intervenções na web.

(...)

Será que a vida vai ser sempre estes cappuccinos frappés, estas opções na Bolsa, estes fluxos de capital, estes implantes de seios, por toda a eternidade? Será que só nos restou esta muralha corporativa, este exército de executivos globais vorazes? Não; agora é "webpower" em vez de "flower power".

O que houve no mundo foi o fim do sonho da unidade, o fim da possibilidade de uma "grande narrativa" - como dizem os pós-utópicos, perplexos e com uma pontinha de alívio da obrigação de grandes "relevâncias". O que acabou foi o "UM". Acabou o anseio totalizante de se achar uma única resposta, desejo antiquíssimo de tudo reduzir a um símile do corpo humano: a sociedade funcionando como um organismo sob controle. Isso se deu não só com o socialismo real, mas com o próprio capitalismo. Depois da queda do Muro de Berlim, a arrogância dos USA, sua vontade de unir o mundo todo numa grande mcdonaldização da vida também caiu por terra, pois o american way esbarrou nas diferenças culturais, na inércia da miséria, na tradição teocrática de tantos países, no crescimento populacional. O 11 de Setembro sacramentou a infinita fragmentação do mundo. O que morreu não foi o socialismo nem o hippismo; o que morreu foi a racionalidade "empombada" do Ocidente, a possibilidade de planejar algum futuro. Que futuro? O presente é incompreensível e o passado se alonga: os criminosos da crise de 2008 em Wall Street estão todos empregados e felizes, com bônus bilionários, enquanto a Europa se ferra.

O mundo se globaliza em economia, mas se "balcaniza" em ilhas culturais e psicológicas; melhor que "ilhas", o mundo se "desunifica" em esponjas, em vazios, em avessos, em "buracos brancos" que vão se alargando à medida que o tecido da sociedade "linear" se esgarça. Não são "células de resistência", mas "buracos de desistência".

A desesperança de mudar o mundo politicamente já está parindo filhos alternativos. Milhões de "manos" cibernéticos profanam alegremente a internet com redes e blogs.

(...)

Há uma "tribalização" de grupos, sem proselitismo, há uma recusa ao mundo sem denunciá-lo, mas aceitando-o como algo irremediável. Por dentro de seu luto, as tribos se desenham. As primeiras tribos de jovens que antes professavam subculturas totalizantes, através de orientalismos bobos (...), hoje foram substituídas por brilhantes programadores de computação. O que os "anonimous" e mesmo outros "hacketativismos" mais apolíticos querem é alcançar uma identidade corrosiva. As tribos não querem a adesão de todos, pois elas não almejam o poder - almejam não tê-lo. Se antes a idéia de alienação era condenável, hoje a alienação é aquilo que se deseja alcançar.

R.U.Sirius, fundador da ciberrevista Mondo 2000, afirmou com precisão: "Se, antes, havia a polarização de ideologias em oposições binárias, pretos contra brancos, socialismo versus capitalismo, isso vinha da idéia de "sistema e contra-sistema", de "cultura e contra-cultura"." Essa oposição acabou.

(...)

Hoje, a desesperança com qualquer hipótese de totalidade está parindo novas formas larvais de sobrevivência neste mundo decepcionante. E o que nos restará serão os buracos esgarçados por entre a solidez paranóica das corporações globais, estragando, como um terrorismo mudo, sua eficiência sinistra.

(...)

Jean Baudrillard em seu ensaio A Ilusão Vital cita uma linda e profética frase de Heidegger: "Quando olhamos para a essência ambígua da tecnologia, nós contemplamos a constelação, o curso estelar do mistério". E Baudrillard, a ovelha negra das "Academias", conclui: "Além da Razão, além do discurso da "verdade", reside o valor poético e enigmático do pensamento. Pois, diante de um mundo que é ininteligível e problemático, nossa tarefa é clara: precisamos tornar este mundo ainda mais ininteligível, ainda mais enigmático".

Falou e disse.

Arnaldo Jabor



Escrito por Welder - 10h06
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


JOÃO 30: O VEREADOR QUE FALA POUCO E TRABALHA MUITO...

O vereador ceresino pelo PMDB João Batista Ferreira, mais conhecido como João 30, está no seu segundo mandato e tem se notabilizado na Câmara pelo seu estilo discreto, atento e observador. Fala pouco, ouve muito, mas com uma presença e atuação bastante efetiva no meio popular, onde juntamente com o Neguinho (Vereador Antônio Nestor – PTB) são os legítimos representantes da parcela da população mais humilde e pobre, que creditaram neles a esperança de ter um trabalhador de origem simples, criado no seio popular, representando o sofrido trabalhador e trabalhadora de nossa cidade.

O exercício de seu mandato pode ser um recado para aqueles vereadores que falam muito e trabalham pouco. Bom trabalho João 30!



Escrito por Welder - 09h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


QUEM AMA CUIDA...

O empresário e pecuarista José Buriti, dono da Magril, deu uma significativa demonstração de amor por Ceres, valorizando o principal ponto ecológico de atividade aeróbica da cidade, recheando o espaço com úteis ferramentas fitness para usufruto de todos aqueles que praticam uma boa, saudável e leve malhação, verdadeira terapia ao ar livre, que além das caminhadas, corridas e da rotineira ginástica diária, os visitantes do lago terão também a opção de praticar exercícios físicos através dos aparelhos plantados na borda do lago.

É raro no Brasil, principalmente no interior, ver iniciativas franciscanas de empresários que favoreçam a infraestrutura da cidade. Geralmente as benesses da elite são destinadas às igrejas, asilos, creches, vilas, associações, ONG’s e OSCIPS da vida. Mas independentemente dos interesses que se encondem por trás de toda ação filantrópica de cidadãos resolvidos financeiramente, o importante nesse caso é o legado e o enorme benefício social que o testemunho do Sr. José Buriti deixará para o município. Que esse exemplo semeado possa encontrar terreno fértil no coração de outros empresários e que novas ações sociais como essa sejam reproduzidas no nosso meio para o bem da cidade.

Classifico a iniciativa do Sr. José Buriti como uma modalidade sustentável de distribuição de renda e lucro, numa transferência socialmente importante para o bem comum.

Parabéns!



Escrito por Welder - 10h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


CELINA MENDES VANDA MELO

Belas recordações...

Foto publicada no Jornal do Vale da cidade de Ceres-GO em abril de 1985, destacando as duas mulheres ceresinas mais influentes daquela época. A esquerda Celina Hassel Mendes, primeira dama, esposa do então prefeito Carlos Mendes, tendo ao seu lado Vanda Lúcia Melo, esposa do deputado (na época) Valter Melo.



Escrito por Welder - 14h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


O JUSTO E O CORRETO...

DOIS MAGISTRADOS NO MOTEL.
 
Vejam e aprendam a diferença entre "correto e justo".

Coincidentemente, dois juízes encontram-se no estacionamento de um motel e, constrangidos, reparam que cada um estava com a mulher do outro.

Após alguns instantes silentes e de "saia justa", mas mantendo a compostura própria de magistrados, em tom solene e respeitoso um diz ao outro:

- Nobre colega, inobstante este fortuito imprevisível, sugiro que desconsideremos o ocorrido, crendo eu que o CORRETO seria que a minha mulher venha comigo, no meu carro, e a sua mulher volte com Vossa Excelência no seu...

Ao que o outro respondeu:

- Concordo plenamente, nobre colega, que isso seria o CORRETO, sim... no entanto, não seria JUSTO, levando-se em consideração que vocês estão saindo e nós estamos entrando...



Escrito por Welder - 10h39
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


MERITOCRACIA...

Apresentador questiona título que a Academia Brasileira de Letras concedeu a Ronaldinho Gaúcho e destaca que os méritos devem sobrepor o prestígio.



Escrito por Welder - 11h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


JUSTIÇA FOI FEITA, DECISÃO ACERTADA!

"Posso não concordar com nada que você diz, mas defenderei seu direito de se manifestar!." Voltaire

Os oito ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que participaram do julgamento desta quarta-feira (15) foram unânimes em liberar as manifestações pela legalização das drogas, como a Marcha da Maconha, no Brasil. Eles consideraram que as manifestações são um exercício da liberdade de expressão e não apologia ao crime, como argumentavam juízes que já proibiram a marcha anteriormente.

O relator do caso, ministro Celso de Mello, afirmou que a manifestação pública não pode ser confundida com crime previsto no Código Penal. "Marcha da Maconha é expressão concreta do exercício legítimo da liberdade de reunião", afirmou.

Para se definir a favor da Marcha da Maconha, o ministro Celso de Mello considerou que a Constituição "assegura a todos o direito de livremente externar suas posições, ainda que em franca oposição à vontade de grupos majoritários". Mello também classificou como "insuprimível" o direito dos cidadãos de protestarem, de se reunirem e de emitirem opinião em público, desde que pacificamente.

Ele culpou decisões desencontradas adotadas pela Justiça em diferentes cidades do país pela violência usada pela polícia contra manifestantes. "O Estado deve proteger os participantes [de reuniões garantidas pela Constituição] de tentativas de agressão por parte oficial ou não."

Segundo o relator, é livre a todos a associação e a manifestação de pensamento sem uso de armas, seja qual for o assunto. Ele citou o caso do grupo musical Planet Hemp, que chegou a ser preso por causa de letras de músicas que citavam a maconha. "[A atuação policial neste caso] é uma intromissão brutal na  produção intelectual e artística", declarou o ministro.



Escrito por Welder - 08h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


GOVERNO DILMA: CLUBE DA LULUZINHA



Escrito por Welder - 09h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ABRÃO AMISY NETO: O PROMOTOR QUE OLHOU PARA OS POBRES

Mais uma canja do conteúdo do livro "Os Portadores do Poder, a história política de Ceres" onde destaco o valioso trabalho do promotor Abrão Amisy Neto, que efetivamente colaborou com a inclusão social exercendo uma participação determinante a favor dos sem-tetos que estavam acampados na Avenida Bernardo Sayão, numa ousada e propositiva intervenção na política habitacional de Ceres.

Promotor Abrão Amisy NetoO promotor Abrão Amisy Neto, Representante do Ministério Público de Ceres na década de 90, foi sem dúvida nenhuma, uma grande personalidade pública, que se notabilizou por sua atuação, defesa e comprometimento com as causas populares, pois tinha uma atenção especial com os desamparados e menos favorecidos da sociedade.

Talvez o momento mais destacado de sua atuação no Ministério público de Ceres, foi seu engajamento e envolvimento na luta das famílias pobres acampadas às margens da avenida Bernardo Sayão [vulgarmente chamado na época de Invasão], onde graças a sua intervenção e destacamento no caso, as providências e os desdobramentos de todo o processo de inclusão habitacional teve celeridade, culminando na construção do Conjunto Bernardo Sayão, obra realizada pelo prefeito Cícero Leão, que além de doar o terreno conduziu, com muita perspicácia, todo processo de mutirão, que contou ainda com a colaboração do Governo Íris Rezende e principalmente com a mão-de-obra dos próprios moradores.

Foi sem dúvida nenhuma, o melhor e mais comprometido Promotor Público que Ceres já teve, pela sua substantiva representação a favor dos menos favorecidos. Foi um engajado defensor e representante da população mais pobre de Ceres.

Seu destacado e decisivo trabalho foi extremamente importantes na luta contra a morosidade nas ações de apropriação habitacional dos sem-tetos, e graças a ele os moradores tiveram um grande aliado na conquista desse enorme benefício social.



Escrito por Welder - 10h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


TIME DA ASSUCE


Em pé: Adão, Marco Aurélio, Joel, Bin, Feijão, Julião, Vilmar e Irley.
Agachados: Serrinha, Carlito, ?, Rolinha, Bino, Paulão, ?



Escrito por Welder - 19h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


"QUALIDADE" DOS GASTOS DA CÂMARA DOS VEREADORES DE CERES-GO

Diante do balancete de prestação de contas que a própria Câmara de Vereadores disponibiliza na Internet, através de seu portal, foi fácil verificar como o dinheiro do contribuinte ceresino está sendo gasto. No primeiro gráfico faço um demonstrativo de duas rubricas: gastos com panificadora e supermercado e outra com viagens e carro. "Tanto uma como a outra é de fundamental importância para o funcionamento da casa e sem ela seria impossível que os nobres edis, trabalhem com qualidade. Afinal existe possibilidade de um vereador trabalhar sem comer um bom lanche? Sem mordomias de um bom carro? Claro que não! E tudo isso pago pelo contribuinte."

Este outro gráfico faz um paralelo do montante que a Câmara de Vereadores gastou em 2009 com diárias e carro e compara com recursos básicos de investimentos que o Governo Federal destinou no primeiro quadrimestre deste ano para a cidade de Ceres.

"A qualidade das rubricas do balancete da Câmara Municipal de Ceres permeia o perfil de nossos vereadores e mostram a nobre preocupação deles com a sociedade ceresina..."



Escrito por Welder - 10h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]
[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]

Adicionar ao iGoogle ou Google Reader




FISCALIZE

Saiba quem recebe o benefício
do Bolsa Família em Ceres.


Histórico

    Contato com o BLOG
    Envie um e-mail para blogdowelder@gmail.com

    Meu perfil

    Welder Almeida de Oliveira, goiano de Ceres, torcedor do fluminense. Funcionário Público que faz da política um interessante passatempo, da Internet um prazeroso hobby e da convivência com a família um momento de extrema felicidade. Li uma frase muito interessante que resume muito bem meu objetivo neste blog: "O verdadeiro prazer está em escrever; ser lido é um prazer superficial".

     
    Outros sites

      BLOG DO KAJURU
      ORKUT DO WELDER
      COMUNIDADE NO ORKUT
      TWITTER
      CANAL DO BLOG NO YOUTUBE
      COLEGIO JOAO XXIII
      OUSAR.NET
      FORUM DO BLOG
      TRADUTOR ON-LINE
      SITE DO WELDER
      DEIXAR RECADO